Select Menu

.

.

Foto Destaque

® Jornal Online SJPNews 2014 ™. Tecnologia do Blogger.

d

d

A Prefeitura de São José dos Pinhais, através do Programa Avança, também levou a pavimentação definitiva e alternativa para ruas e estradas da Borda do Campo. As principais obras foram a Estrada da Roseira – investimento de R$ 2 milhões no asfalto de 728 metros, no trecho entre a ruas Marco Aurélio e Manoel Pires Cordeiro, que incluiu ainda a construção de galerias de águas pluviais, novas calçadas, ciclovias e meio fio.
A Rua Manoel Pires Cordeiro também recebeu pavimentação definitiva de 559 metros, no trecho entre a Estrada da Roseira e a Rua Matilde Brantil de Paula, que representou o investimento de R$ 1 milhão. Mais uma via do bairro recebeu asfalto definitivo, a Matilde Brantil de Paula, onde foram investidos R$ 515 mil para a pavimentação definitiva de 400 metros entre a Rua Manoel Pires e Avenida dos Bosques, que também recebeu 230 metros de pavimentação alternativa, assim como a Rua Dois Vizinhos; mais 141 metros de pavimentação.
Mais pavimentação a caminhoA Prefeitura de São José dos Pinhais entregou ainda no último dia 29 de abril a Ordem de Serviço para o início das obras de asfalto nas ruas Paraíso e Jossei Toda, no Santana. A pavimentação será entregue em até 180 dias e o investimento total é de R$ 2,7 milhões em obras que incluem novo paisagismo, sistema de drenagem e nova sinalização horizontal e vertical.
Na Rua Paraíso o asfalto será construído no trecho compreendido entra as ruas Francisco Munoz Madri (antiga Estrada da Roseira) e Jossei Toda, com uma extensão de 1.258,99 metros. Outro trecho de 524,27 metros da Jossei Toda, entre as ruas Paraíso e Antonio Gonçalves Sobral, também será pavimentado em concreto asfáltico. Mais de 40 mil pessoas moram na região.
Mais realizações na Borda do CampoNos últimos 3 anos a Prefeitura realizou melhorias não só no setor de pavimentação, mas também com construiu Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e na manutenção de diversos equipamentos públicos. O bairro também recebeu 3 novos CMEIs: Borda Viva, Sabiá Laranjeira e o Caminhos da Serra. Também foram investidos R$ 700 mil com a quadra coberta na Escola Maria Leni Haluch de Bastos, além das reformas dos CMEIs Árvore dos Sapatos e Cantinho do Céu. Ainda foram reformadas e ampliadas as Unidades de Saúde Antônia Perbiche (Martinópolis) e Borda do Campo.
Algumas das realizações da prefeitura na Borda do Campo
Novos CMEIsOs novos Centros Municipais de Educação Infantil foram construídos a partir de uma parceria da Prefeitura, através do programa Avança São José, com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. As creches contam com 1.700m² de área construída, divididos em 8 salas de aula com solário, um anfiteatro, jardim, refeitório, cozinha, lavanderia, sala de professores, secretaria, diretoria, almoxarifado, sala de leitura multiuso, sala de informática, além de pátio descoberto e ampla área para recreação.
www.sjpnews.com
www.sjp.pr.gov.br

A Feira do Trabalhador terá 1.500 vagas de emprego, segundo a Prefeitura de Curitiba. O evento será realizado na Praça Rui Barbosa, no Centro, na sexta-feira (6), das 9h às 17h. Duas mil senhas serão distribuídas. A maioria das vagas é para nível de escolaridade médio incompleto a completo. Os salários variam de R$ 900 a R$ 3.000.

As vagas disponíveis são para atendente de telemarketing, vendedor, cozinheiro, repositor de mercadorias, operador de caixa, recuperador de crédito, servente de limpeza, analista de compras, analista financeiro bilíngue, trainee e analista de assistente suporte bilíngue.
Haverá uma tenda inclusiva, e facilitadores em Língua Brasileira de Sinais (Libras) vão acompanhar os candidatos para ajudar o atendimento.
Os interessados nas vagas devem levar a carteira de trabalho, documentos pessoias e comprovante de residência. Uma unidade móvel do Sistema Nacional do Emprego (Sine) estará na praça durante a feira para confeccionar carteiras de trabalho.
www.sjpnews.com
www.g1.globo.com

Os dias de sol e temperaturas mais elevadas, que deram um refresco depois do frio intenso, estão com os dias contados no Paraná. A partir de sexta-feira (6), áreas de instabilidade que estão no Paraguai e Argentina avançam pela região Sul e chegam ao Paraná trazendo chuva para a porção Oeste. No fim de semana, as precipitações devem se espalhar por todo o estado.
A meteorologista do Simepar Ana Beatriz Porto explica que a chuva deve começar pelas regiões Oeste e Sudoeste do estado na sexta-feira. “Dificilmente teremos chuva na região Norte neste primeiro dia. Depois, no fim de semana, as precipitações se espalham por todo o estado”, conta. Apesar da chuva, os paranaenses não devem sentir tanto frio. “Não vai ter diminuição de temperatura durante a madrugada, mas elas ficam mais amenas”, diz. Em Curitiba e na porção leste do estado, a chuva deve começar na sexta-feira à tarde. Até domingo (8), a tendência é de acumulados expressivos de chuva.
Temperaturas
Nesta quinta-feira (5), o dia segue estável em todo o Paraná, com temperaturas em elevação no Oeste, Noroeste e Norte do estado. Em Londrina e Maringá, os termômetros variam entre 13º C e 27° C. Na capital, as temperaturas ficam entre 12º C e 23º C.
A partir de sexta, apesar da instabilidade, há pouca variação nas temperaturas na maior parte do estado. É a partir de segunda-feira (9), que as máximas devem cair, com menor amplitude térmica. Neste dia, em Curitiba os termômetros ficam entre 14º C e 20º C
www.sjpnews.com
www.parana-online.com.br

Se todas as acusações e denúncias dirigidas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha, forem realmente verdadeiras, o seu afastamento do mandato e da presidência da Casa, determinado pelo ministro Teori Zavascki do Supremo Tribunal Federal (STF), foi tardiamente concretizado.
Cunha vem se envolvendo em suspeitas de irregularidades há muitos anos, e não está sozinho nesta trajetória. É citado em casos como da Cehab, Cedae, RioPrevidência e Furnas.
As acusações atuais contra Cunha - responsável por conduzir o processo de impeachment da presidente Dilma na Câmara - são tão graves que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se referiu a ele como um "delinquente". Em sua definição, delinquente significa quem infringe uma lei ou normas morais, pessoa que praticou um delito; criminoso. Entre os sinônimos de delinquente estão bandido, réu, matador, malfeitor, homicida, facínora, criminoso, celerado, assassino, sicário. Como pode um delinquente - se Cunha realmente for - conduzir um processo de impeachment de um presidente da República?
A decisão do STF é importante. Contudo, é também fundamental para o resgate da dignidade do país que a Justiça mire seu alvo não apenas nos criminosos do presente, mas também nos do passado. Não adianta a hipocrisia de mandar prender quatro ou cinco. Para limpar o país, é preciso que todos os criminosos sejam presos. Caso contrário, os do passado acabam voltando.
Na Espanha, o banqueiro Mario Conde, que foi preso nos anos 1990 por desvio de milhões de euros no caso Banesto e cumpriu 11 anos de cadeia, foi detido mês passado por operações de transferência maciça de capitais da Suíça, Reino Unido e de outros países para contas suas na Espanha. É um exemplo claro de acusados do passado que voltam a agir, e que acabam se tornando um deplorável exemplo para o povo, já cansado de tantos roubos e desmandos. Na Espanha, esta desesperança deve se refletir nas próximas eleições, em junho. E no Brasil, com 10 milhões de desempregados, com servidores públicos sem salário, com uma imensa massa de pessoas na linha da pobreza... quais as consequências desses péssimos exemplos?
Levantando essas questões, o Jornal do Brasil não está pregando o pessimismo. O país é que não aguenta mais este estado de anomia. O JB, na verdade, cumpre a sua missão de trazer à tona a voz de seus leitores. A voz de brasileiros que não suportam mais ver o país ter sua dignidade massacrada por quem diz representar o povo.
O que se espera do Brasil? Que ele vire uma Venezuela? Mas aqui não há 30 milhões de habitantes. Há 210 milhões. Não somos uma, somos sete Venezuelas. Não adianta "meia sola" de ações judiciais. Tem que ser sola inteira. Não adianta prender "delinquentes" empreiteiros e depois manda-los para casa, como prêmio pelo acordo de delação. Enquanto esses ladrões ficam soltos, e com o milionário produto de seus roubos, seus empregados acabam sendo os únicos punidos, engrossando a massa de desempregados e desamparados do país. Estes sim, têm seus bens "sequestrados" pela falta de trabalho, e pagam pelo crime cometido por seus patrões.
É preciso que se dê uma resposta ampla e irrestrita para os brasileiros que pedem por Justiça. Mas não uma Justiça seletiva e tardia. O Brasil espera uma Justiça completa, total, íntegra e absoluta, em todos os Poderes.
www.sjpnews.com
www.jb.com.br

A Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Transportes e Trânsito (Semuttran), desde o ano de 2013 tem promovido importantes intervenções no trânsito para a melhoria da fluidez, mobilidade e segurança urbana. Além da requalificação da Rua Passos de Oliveira/Visconde do Rio Branco, outras ruas e avenidas de grande movimento, como a Rua Joaquim Nabuco e a Avenida Rui Barbosa, estão passando por intervenções. Nos próximos dias serão as ruas do bairro Cidade Jardim, São Cristóvão e Centro que deverão passar por mudanças devido à abertura das trincheiras da Avenida das Américas.
Rua Joaquim NabucoUma importante via que liga o Centro da Cidade, e saída para Curitiba, recentemente recebeu melhorias significativas em seu pavimento, calçadas e ciclovia compartilhada, estando com suas obras em fase de conclusão. As principais intervenções no trânsito são:
Implantação de um novo semáforo na esquina com a Rua Norberto de Brito, para auxiliar a transposição viária para quem circula pela Rua Norberto de Brito. Além dos veículos, os pedestres agora podem atravessar as ruas com maior segurança, tendo em vista o grande volume de veículos que impossibilitava a travessia segura;
Implantação de conversão à esquerda na Rua Maringá: para quem circula pela Rua Joaquim Nabuco sentido Centro, tem como principal vantagem o acesso direto ao Bairro Afonso Pena, evitando que o motorista circule na frete da Escola Padre Pedro Fuss onde existe grande fluxo de veículos e pedestres nos horários de entrada e saída de alunos. Como o retorno para o Centro foi interrompido neste cruzamento, o motorista deverá seguir por mais 400 metros e fazer o retorno utilizando a quadra após fazer a conversão à esquerda no semáforo da Rua Joaquim Nabuco com a Rua São José.
Avenida Rui BarbosaVia de acesso do Centro da Cidade aos bairros Afonso Pena, Ipê e Guatupê, desde 2013 vem recebendo novos equipamentos semafóricos que auxiliam no acesso aos bairros, como no cruzamento com a Rua David Campista e Vitório Marenda, além de reprogramação semafórica nos cruzamentos com as ruas Adir Pedroso, Senador Acioly Filho e Carlos Hambrusch, possibilitando o acesso fácil aos bairros Iná, Afonso Pena, Aviação e Apolo.
Em 2016, para deixar o trânsito mais seguro na região do Terminal Afonso Pena, que concentra forte comércio e é uma região bancária, o Semuttran implantou os binários compostos pela Rua Professora Marieta Souza e Silva (sentido Avenida Rui Barbosa) e Rua John Lennon (sentido Almirante Alexandrino). Quem segue pela Rui Barbosa sentido BR 277, e precisa ir para a Rua Almirante Alexandrino, agora deve fazer a conversão à esquerda na Rua John Lennon, onde foi implantado um semáforo. Para quem segue pela Avenida Rui Barbosa sentido Centro, e precisa acessar a região de bancos, não é mais possível fazer a conversão à esquerda pela Rua Professora Marieta Souza e Silva, portanto deve seguir em frente e converter a direita através da Rua Professora Ernestina de Macedo Souza, Rua Alberto Bichebiche e Rua Professora Marieta de Souza e Silva (conversão em “P”). Esta conversão no cruzamento da Rua Professora Marieta de Souza e Silva foi proibida para viabilizar a implantação de semáforo para pedestres no cruzamento em questão.
Entorno das Trincheiras Avenida das AméricasA partir do mês de maio a Rua Edmundo Saporski  e a Rua Dr. Manoel Ribeiro de Campos, voltarão a ter sentido duplo de circulação viária em função da abertura das trincheiras da Avenida das Américas. Os trechos que serão alterados são: Rua Edmundo Saporski – trecho compreendido entre as ruas Dr. Manoel Ribeiro de Campos e Joaquim Nabuco. Rua Dr. Manoel Ribeiro de Campos – trecho compreendido entre as ruas Germano Schlögel e Avenida das Américas.
Próximo da região, no Bairro São Cristóvão, a Rua Londrina passará a ter sentido único de circulação viária da Rua Arapongas para a Rua Paulo Scherner. Essa alteração de sentido viário visa melhorar o trânsito na referida via, onde existem duas escolas e onde a segurança viária fica comprometida devido ao alto fluxo nos horários de entrada e saída de alunos.
Ruas Visconde do Rio Branco e Passos de OliveiraUma das principais vias do Centro da Cidade, a Rua Visconde do Rio Branco está passando por uma extensa requalificação e já está em fase de conclusão de obra. Dentre as alterações, a principal é a ampliação das calçadas nas esquinas e nos pontos de ônibus, aumentando significativamente a segurança e conforto para os pedestres e usuários do transporte coletivo. Além disso, os estacionamentos foram realocados para o lado direito da pista de rolamento, melhorando assim a fluidez da pista e principalmente a segurança no desembarque de pedestres
www.sjpnews.com
www.sjp.pr.gov.br

A chama olímpica chegou nesta terça-feira (3) ao Brasil. E, no primeiro dia do revezamento, a tocha circulou pelo Distrito Federal.
Fogo olímpico no céu do Brasil. Imagens transmitidas ao vivo de dentro do avião muito antes do pouso. Momento histórico saudado pelo comandante assim entrou no espaço aéreo brasileiro.
O presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio, Carlos Arthur Nuzman, desembarcou com a chama. A caminho do Palácio do Planalto, a homenagem da esquadrilha da fumaça. A chama foi recebida pela presidente Dilma.

"Podemos ter o orgulho de estarmos oferecendo a melhor Olimpíada pelo mundo e sermos quem somos e mostrar nosso valor dentro e fora da arena", disse a presidente.
Na porta do palácio, a presidente acendeu a tocha. E entregou a Fabiana, bicampeã olímpica e capitã da Seleção Brasileira de Vôlei. Ela desceu a rampa, transformada em pista de atletismo.
"Você tá jogando no seu país e ainda ser a primeira atleta a carregar a tocha, acho que não tem uma emoção melhor pra descrever esse momento", disse Fabiana Claudino.
Manifestantes pró e contra o impeachment da presidente Dilma invadiram o percurso. O revezamento seguiu com personalidades como Arthur Ávila, vencedor de um prêmio considerado o Nobel da matemática.
O campeão mundial de surfe, Gabriel Medina. O ex-maratonista Wanderlei Cordeiro de Lima, que ao sair com a tocha da catedral de Brasília parecia estar vencendo uma prova. E ainda da refugiada síria Hanan Kaled, de 12 anos, que hoje vive em São Paulo.
“Eu sou de outro país, né, mas eu acho assim, o Brasil é meu país mesmo”, disse Hanan.
Depois da Esplanada, a tocha desceu a Ponte JK de rapel. Passeou de lancha e de canoa havaiana no Lago Paranoá. Chegou de helicóptero ao Estádio Mané Garrincha, onde era esperada por Lúcio, zagueiro da seleção pentacampeã do mundo.
Em Taguatinga, o corredor Joaquim Cruz assumiu a missão; 32 anos depois de ganhar ouro nos 800 metros em Los Angeles, ele foi tratado como herói na cidade em que nasceu.
Antes de acender a pira olímpica no Rio de Janeiro no dia 5 de agosto, na abertura dos Jogos, a chama vai brilhar no país inteiro. De mão em mão, num gesto que transforma o sonho em realidade.
Emoção que as 12 mil pessoas escolhidas para conduzir a tocha têm a honra sentir. Um revezamento que vai levar o espírito olímpico a mais de 320 cidades de todos os estados e do Distrito Federal.
Depois de um dia inteiro sendo reverenciada na capital, a chama parte na quarta-feira (4) paraGoiás. Em Brasília, deixa um time cheio de orgulho, gente que hoje não ganhou medalha, mas sentiu o prazer de erguer o maior de todos os troféus.
É a primeira vez que Brasília recebe uma tocha olímpica e ela vai chegar na noite desta terça (3) num palco na Esplanada dos Ministérios conduzida pela atleta olímpica do vôlei Leila Barros. Haverá um grande show de encerramento com a cantora baiana Daniela Mercury. Durante o dia subiram ao palco também os cantores Diogo Nogueira Ellen Oléria. Também houve um ato pela paz com a viúva de Nelson Mandela e Joaquim Cruz, campeão olímpico.
www.sjpnews.com
www.g1.globo.com

Receba nossas notícias!